Notícias

DE VOLTA À QUESTÃO DA INFRAESTRUTURA
18/06/2015

A necessidade de retomada do crescimento econômico brasileiro resgatou a vetusta problemática da carência de infraestrutura. A questão não é nova. Estudo elaborado pela Câmara do Comércio Brasil-Estados Unidos – AMCHAM - e publicado em 2012, revelou que 56% das empresas entrevistadas consideram que o chamado “custo Brasil” pode comprometer a intenção do país de se tornar o líder global no fornecimento de alimentos.

Nessa perspectiva, no dia 09 de junho, o Governo Federal anunciou a segunda etapa do PIL – Programa de Investimento em Logística. Com previsão de investimentos da ordem de R$ 69 bilhões até 2.018, o programa almeja abrir novas concessões, conceder crédito para os investimentos necessários, além de restaurar a exigência de valores pelas concessões.

A CNA – Confederação Nacional da Agricultura emitiu nota por intermédio de seu vice-presidente, José Mário Schreiner: “Temos que avaliar de forma positiva, pela possibilidade de mais investimentos em infraestrutura no país. Todo programa com esta finalidade é sempre bem-vindo”. Mas advertiu sobre a necessidade de início rápido das obras: “a cada cinco anos, gastamos uma safra para escoar a produção”, acrescentou.